Para Lembrar

«Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes. Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive.»

Myself

Myself

sábado, 6 de junho de 2009

Star Crossed - Amor em jogo

Chorei tanto, mas tanto que até eu me chamei «parva». Não é que o filme seja extraordinário, é a versão Romeu e Julieta moderna, mas, e talvez pela minha maior sensibilidade ao tema do Amor, derramei lágrimas justificáveis.
Talvez por tudo o que já passei, não acredito nestas histórias de Amor, mas que as há todos sabemos. Sorte de quem vive um amor intenso e encontra a alma gémea e, principalmente, consegue mantê-la.

Sou sincera e no fundo pensei que o fim do filme fosse diferente...mas não foi! Era eu a pedir para que fosse o filme a fazer-me acreditar no amor eterno, mas...


quinta-feira, 4 de junho de 2009

Porque se usa aliança no quarto dedo?

Alguém sabe a resposta antes de ver o vídeo? Hum, ideias?

video

Não podia deixar de partilhar.

Não uso nem nunca usei aliança, mas a explicação faz todo o sentido.

A filosofia do oriente surpreende-me sempre.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

O amor

Neste sábado percebi que não há grande diferença no amor, sejamos homem ou mulher. Quando o D. me disse que pensava nela o dia todo e que sabia que para nós mulheres era mais fácil porque conseguíamos pensar noutras coisas eu fiquei quase sem palavras!
«Achas mesmo?» disse eu.
«Claro, ela passa por mim como se nada tivesse acontecido... está sempre bem disposta. Não pode estar a sofrer como eu!» responde-me ele.

«Tontinho! É essa a intenção. Fazer-te lamentar não teres ficado com ela. No fundo ela é capaz de estar tão mal como tu. É uma defesa dela aparentar estar bem, encher a cabeça com trabalho durante o dia...mas há noite deve chorar por ti. Nós só queremos que vocês mostrem o que sentem. Sentir segurança.»

Eu adoro o D. mas percebo perfeitamente que ela tenha saído da relação quando ele mesmo me admitiu que no princípio não sabia o que queria. Sete meses sem conseguir definir o que sente... Muito aguentou ela! Percebi-o quando ele me contou e chorou no meu ombro, mas isto sou eu que o conheço bem. Como amiga e boa amiga lá o conduzi para o bom caminho...

Terminámos o passeio comigo a dizer-lhe para largar as inseguranças e gritar-lhe à frente de todos que sente a falta dela!

Alguém desmente?


O chocolate já tenho, só faltas tu!